Manual do ócio criativo

Para aqueles que não sabem o que é ócio criativo eu recomendo muito dar um google search e ir lendo todas as informações que conseguir. Pois duvido que alguém como eu possa lhes apontar um bom significado. Mas é certo que eu o interpreto do meu modo, no qual não passa de tempo livre que pela total falta do que fazer te leva a pensar em coisas nunca antes pensadas.

Se muitas vezes o ócio criativo me dá boas idéias, por que não deixar aqui uma idéia sobre o ócio criativo? Este é um manual que pretende fazer as pessoas entrarem em tal mágico momento conhecido por mim mesmo como ócio criativo.

1) Faça tudo que tem possui caráter mais urgente e/ou se convença que já fez o suficiente por hoje. (o ócio não se baseia somente na situação sem nada para fazer, mas se baseia também na situação sem vontade de se fazer qualquer coisa)

2) Sente-se, deite-se ou fique na posição mais confortável, garantindo que câibras, torções e quaisquer outros tipo de dores relacionadas à postura não tem incomodem. Preferência para lugares isolados.

3) Pense em qualquer coisa agradável. Não faça nada além de pensar, somente algum “tique” que já tenha costume de fazer, desde que este não use seu cérebro.

4) Crie linhas da raciocínio totalmente aleatórias a partir das coisas que vai pensando. Tentando levar o pensamento para as mais distantes conclusões possíveis.

5) Jamais se repreenda por alguma grande idiotice que tenha pensado. Lembre-se ninguém lê seus pensamentos, mas é bom garantir indo para um lugar afastado e isolado.

6) Se lembrar-se de algo para fazer, levante-se e vá fazer ou convença-se de que não é realmente importante. Depois volte ao passo 1.

Se depois de tudo isso não tiver conseguido pensar em algo legal ou interessante o suficiente para voltar a este blog e comentar este texto relatando suas histórias, sugiro que repita o processo. Para as pessoas com neuras de limpeza, estudo ou trabalho recomendo terminar seus afazeres e deveres antes de seguir o manual, pois assim evita-se problemas futuros com limpeza, estudo ou trabalho e diminui a probabilidade de seus pensamentos serem interrompidos por coisas a fazer (to do list).

Não me responsabilizo por estudos, trabalhos e outros detalhes da vida perdidos depois de se seguir este manual à risca. Quando você começar a segui-lo estará concordando com os termos: X, Y, Z e que a culpa de tudo será sua, inteiramente sua e somente sua.

Se alguém tiver coisas a acrescentar a este manual esteja à vontade, mas este é um texto regido sob a seguinte licença Creative Commons.

Fernando “pensando” Hattori

Anúncios

8 pensamentos sobre “Manual do ócio criativo

  1. Então, senhor… Preciso dizer que ir do passo 1 a 6 iterativamente demandará muito tempo, e não terá nenhuma utilidade para um cérebro nos quais os neurônios estão em processo de suícidio coletivo. Talvez eu tente no fim de semana.

    o/

  2. Oii, tudo bom?
    nossa, desculpa nem li o post, estou realmente com preguiça…
    Vejo que mudou a aparência do seu blog, não sei quando, faz tempo que não apareço…
    mas gostei dessa imagem em cima!
    te adoro muito, saudades!
    beijos!
    *eu volto! ^^

  3. hahahaha…Sabe o que constatei ? Que eu pratico “ócio criativo” todos os dias antes de dormir…Uns podem pensar em insõnia, pra mim são uns minutos que me trazem tantos “overpensamentos” que nem me atreveria a contar..Ninguém entenderia kkkkkkkkkkkkkkkk Gostei do caminho do ócio criativo ! Aliás, que post criativo…rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s