Guia de um suicida

No dia de hoje, que por mais incrível conhecidência que possa parecer é o dia seguinte ao dia em que comemoramos a morte de um mártir da inconfidência mineira, Tirantes. Estive no centro da grande cidade de São Paulo.

Vi um suicida, na verdade mais que um simples suicida, um suicida fracassado. Talvez por isso, tive motivação para deixar aqui este texto.

Se você pretende se suicidar e pretende ao mesmo tempo morrer atropelado, procure por uma via sem trânsito, longe de qualquer veículo, de preferência onde não seja possível ou comum atingir velocidade maior que 10km/h. Encontrada a via nessas condições, simplesmente deite-se na via e espere.

Provavelmente a espera seja a pior parte de uma tentativa de suicídio, aproveite para ir pensando se isso valerá mesmo a pena, quero dizer, se não valerá a pena volta a trás e desistir disso tudo. Tente se lembrar que você ainda pode ter uma chance e quanto antes desistir maior ela será.

Lembre-se de mártires que morreram (que coisa, não!?) pela felicidade geral. Você morerá pela felicidade geral? Tem certeza disso? Se não tiver, acho melhor nem terminar com isso, só nos dará mais trabalho, vá ajudar em alguma coisa.

Espero com esse texto ajuda pobres mentes suicidas.

Fernando “quase mais um atropelado na grande SP” Hattori

Anúncios

6 pensamentos sobre “Guia de um suicida

  1. Tsc tsc tsc, que vergonha, fazendo apologia ao suicidio… Mas na minha opinião a espera não é a pior parte de um suicidio, já que quem se mata tem aprafusos a menos…

    o/

  2. O suicídio é um negócio estranho, é condenado por todos principalmente pelos ensinamentos cristãos que temos, mas se você for pensar bem não tem nada de demais, é só uma pessoa que desistiu de viver, assim como pode desistir de fumar ou de beber, é uma pessoa se livrando do que lhe incomoda, neste caso viver é um incomodo.
    Mas tem a diferença de que não há como se ter recaídas e voltar atrás… portanto ou se pensa muito bem no que está fazendo pra não se arrepender depois ou tira a idéia da cabeça, podendo substituí-la por um cigarrinho com vodka, mas será que vale a pena viver nestas novas condições? E outra, vai saber o que rola depois, sofrimento, felicidade ou nada? E vai saber se você não pode voltar… enfim…

  3. As vezes é você com você mesmo, mas será que todos sabem oque fazer da vida, ou melhor, na vida? Será que cada escolha dará certo? Sabe, chega uma hora que a música acaba, o som da cidade e dos carros transformam-se no pior dos ruídos unindo ao calor do sol. Afff …tem horas que tudo se torna sufocante, ufaaaa,, tanta coisa pra fazer, falar, ver,,,,afff,,,,preciso dar uma volta!!! Sorry…

  4. “Tem certeza disso? Se não tiver, acho melhor nem terminar com isso, só nos dará mais trabalho, vá ajudar em alguma coisa.” Nossa isso com certeza vai aumentar a vontade de alguém se suicidar… rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s