Do contra

Esta é uma história triste, sobre um garoto alegre, em uma cidade chuvosa, dentro de um país tropical. E são exatamente essas contradições que tornam a história tão triste e relevante e elas, infelizmente, não se resumem a isto. Em um dia nublado e chuvoso, o garoto da nossa história se vestia como se fosse um turista no verão mais quente de toda a história e no maior ponto turístico de todo o país. Saiu nas ruas cantarolando uma canção que se lembra desde a sua infância, mesmo que nunca tenha de verdade aprendido a letra toda, sob a fina chuva ignorando o fato que todos o ignoravam.

E adivinhem só! Este garoto amava, ou pelo menos era isso que ele achava que sentia do fundo do coração, uma garota. Aquela era a mais bela garota de todos os tempos, tão bela e desejada quanto a Helena de Tróia que corrompeu homens e provocou guerras, talvez nem tanto, mas parece a este autor que o superlativo comparativo exagerado provoca admiração nas pessoas e dará uma boa idéia do que se passava na cabeça daquele garoto quando a via.

Mas… Continuem adivinhando, nesta história de contradições não cabe um amor correspondido e o próximo parágrafo explicará o que aquela Helena de Tróia sentia realmente pelo nosso pequeno herói, pequeno Menelau.

(Vazio, aqui não existe nada além do vazio. Tão vazio que, na verdade, estas palavras são inapropriadas aqui).

Anúncios

Um pensamento sobre “Do contra

  1. Mas o garoto não podia aceitar que seu amor não era correspondido. Não havia nascido para viver um amor simples e platônico. Platão teria se sentido envergonhado por esses sentimentos. Porque o garoto teria que aceitar?
    Perseguiu a garota por todos os meios possíveis. Pessoalmente, virtualmente, incomodamente. Programou seus horários de modo a entrelaçar sua vida com a da garota. Poderia ser facilmente chamado de stalker, mas não ligava. Continuava com sua campanha insistente, fizesse sol ou fizesse chuva.
    E foi num dia chuvoso de sol que ele decidiu finalmente tomar uma atitude mais drástica. O resultado? Bicicleta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s